sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Luto - Agente Márcio de Uberaba veio a falecer em consequência dos tiros disparados por criminosos terça feira dia 08/08/2017

Agente penitenciário de Uberaba acaba de falwcer
Mas um Homicídio contra um agente

Um agente penitenciário, de 40 anos, foi baleado na cabeça no Bairro Beija-Flor II, em Uberaba, na noite desta terça-feira (8). Ele homem foi encaminhado ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo (HC-UFTM), onde está internado.
Ninguém foi preso até o momento.
Segundo a Polícia Militar (PM), o agente estava de carro deixando a filha na casa da ex-mulher dele, quando foi surpreendido por um indivíduo que exibiu uma arma de fogo e mandou que ele saísse do veículo.
Na sequência, o criminoso fez um disparo e saiu correndo pela rua. Uma testemunha relatou que, após ouvir o tiro, viu um veículo saindo em marcha à ré e fugindo pela Rua Laerte Rezende Júnior sentido a Avenida Juca Pato.
Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local e socorreu o agente até o HC-UFTM, onde o médico constatou que o projétil ficou alojado na cabeça da vítima.
O perito da Polícia Civil compareceu ao local do crime e, durante os trabalhos de praxe, recolheu uma pistola carregada com 18 cartuchos intactos, pertencente ao agente penitenciário. A arma foi entregue na Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, onde o agente trabalha. A PM informou que continua realizando rastreamentos para encontrar os suspeitos.
CLÁUDIO HENRIQUE CHASMIL às terça-feira, agosto 08, 2017
Compartilhar

Nenhum comentário:
Postar um comentário
Links para esta postagem
Criar um link



Página inicial
Visualizar versão para a web

Meu nome é Cláudio Henrique, conhecido por CHAS1000. Sou Agente penitenciário de MG

Minha foto
CLÁUDIO HENRIQUE CHASMIL 

"Se ordenares teus comandados eles te obedecerão, se tratá-los como irmãos eles irão à guerra contigo,porém se tratá-los como filhos,eles morrerão por ti" (Sun Tzu) "
Visualizar meu perfil completo
Tecnologia do Blogger.

Envie emails aos Senadores para colocarem em votação e aprovarem a PEC14/ 2016

ATENÇÃO!

Solicitamos aos Agentes Penitenciários de Minas Gerais que encaminhem e-mails aos Senadores para colocarem em votação e aprovarem a PEC 14/2016.
Faça o pedido aos Senadores abaixo:

joao.capiberibe@senador.leg.br
jorge.viana@senador.leg.br
jose.agripino@senador.leg.br
jose.maranhao@senador.leg.br
josemedeiros@senador.leg.br
jose.pimentel@senador.leg.br
jose.serra@senador.leg.br
katia.abreu@senadora.leg.br
lasier.martins@senador.leg.br
lidice.mata@senadora.leg.br
lindbergh.farias@senador.leg.br
lucia.vania@senadora.leg.br
magno.malta@senador.leg.br
maria.carmo.alves@senadora.leg.br
marta.suplicy@senadora.leg.br
omar.aziz@senador.leg.br
otto.alencar@senador.leg.br
paulo.bauer@senador.leg.br
paulopaim@senador.leg.br
paulo.rocha@senador.leg.br
pedrochaves@senador.leg.br
raimundo.lira@senador.leg.br
randolfe.rodrigues@senador.leg.br
reginasousa@senadora.leg.br
reguffe@senador.leg.br
renan.calheiros@senador.leg.br
ricardo.ferraco@senador.leg.br
roberto.muniz@senador.leg.br
roberto.requiao@senador.leg.br
robertorocha@senador.leg.br
romario@senador.leg.br
romero.juca@senador.leg.br
ronaldo.caiado@senador.leg.br
rose.freitas@senadora.leg.br
sergio.petecao@senador.leg.br
simone.tebet@senadora.leg.br
tasso.jereissati@senador.leg.br
telmariomota@senador.leg.br
valdir.raupp@senador.leg.br
vanessa.grazziotin@senadora.leg.br
vicentinho.alves@senador.leg.br
waldemir.moka@senador.leg.br
wellington.fagundes@senador.leg.br
wilder.morais@senador.leg.br
zeze.perrella@senador.leg.br 
cidinho.santos@senador.leg.br
ciro.nogueira@senador.leg.br
cristovam.buarque@senador.leg.br
dalirio.beber@senador.leg.br
dario.berger@senador.leg.br
davi.alcolumbre@senador.leg.br
edison.lobao@senador.leg.br
eduardo.amorim@senador.leg.br
eduardo.braga@senador.leg.br
eduardo.lopes@senador.leg.br
elmano.ferrer@senador.leg.br
eunicio.oliveira@senador.leg.br
fatima.bezerra@senadora.leg.br
fernandobezerracoelho@senador.leg.br
fernando.collor@senador.leg.br
flexa.ribeiro@senador.leg.br
garibaldi.alves@senador.leg.br
gladson.cameli@senador.leg.br
gleisi@senadora.leg.br
heliojose@senador.leg.br
humberto.costa@senador.leg.br
ivo.cassol@senador.leg.br
jader.barbalho@senador.leg.br
joao.alberto.souza@senador.leg.br
acir@senador.leg.br
aecio.neves@senador.leg.br
sen.airtonsandoval@senado.leg.br
alvarodias@senador.leg.br
ana.amelia@senadora.leg.br
angela.portela@senadora.leg.br
antonio.anastasia@senador.leg.br
antoniocarlosvaladares@senador.leg.br
armando.monteiro@senador.leg.br
ataides.oliveira@senador.leg.br
benedito.lira@senador.leg.br
cassio.cunha.lima@senador.leg.br

Veja o modelo de e-mail sugerido pelo SINDASP-MG:

Sr. Senador ____________________,

Sou Agente Penitenciário no Estado de Minas Gerais, meu nome ________________________________, Masp __________________________, venho pedir respeitosamente o apoio na aprovação da PEC 14/2016 da Policia Penal, que vai nos inserir legalmente no artigo 144 da Constituição Federal.

Atenciosamente,

Extinção do cargo de Agente Penitenciário é formalizada - Agentes passam para a Polícia Civil em Tocantins

http://www.clebertoledo.com.br/estado/2017/08/18/89475-extincao-do-cargo-de-agente-penitenciario-e-formalizada-e-estado-passa-a-contar-com-900-policiais-ci

Extinção do cargo de agente penitenciário é formalizada e Estado passa a contar com 900 policiais civis
clebertoledo18 de agosto de 2017 16:09
Foto: Miller Freitas/Governo do Tocantins

Mudança atende reivindicação do Sindicato dos Policiais Civis do Tocantins, afirma governo do Estado

O governo do Estado realizou a mudança formal dos antigos agentes penitenciários - cargo extinto pela Lei 3.195 de 2017 - em agentes de polícia, que também resultou na devolução destes servidores à Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), de onde são originários. O grupo desempenhava suas funções no Sistema Prisional, vinculado à Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju).

Publicada no Diário Oficial desta quinta-feira, 17, a medida reforça a área de Segurança Pública que, com a reintegração desses agentes, terá à sua disposição cerca de 900 policiais civis para atender a população tocantinense. Os agentes egressos da Seciju deverão ser redistribuídos nas Delegacias de Polícia do Estado. A mudança era uma reivindicação do sindicato da categoria (Sinpol)

De acordo com o governo, a alteração não irá trazer impacto financeiro, uma vez que não haverá mudança na estrutura salarial, mas apenas o cumprimento de uma formalidade legal. Os agentes serão substituídos pelos novos servidores concursados como técnicos de Defesa Social, recém empossados e lotados nas 42 Unidades prisionais tocantinenses.

Detento irá receber mais de R$ 35 mil de auxílio reclusão

http://regiaonoroeste.com/m/materias.php?id=163568
Detento ganha mais de R$ 35 mil para ficar preso


18/08/2017 as 10:01 | Votuporanga | VotuporangaTudo

Um preso de Votuporanga vai receber uma bolada de grana do INSS de auxílio reclusão. Sentença da Justiça determinou anteontem (15/8) o pagamento de mais de R$ 35 mil ao preso.

O valor é referente ao período atrasado – desde 19/08/2014 até a data da sentença. Além disso, o INSS também terá de pagar 15% do valor do montante ao advogado que atuou no processo.
O VotuporangaTudo apurou que essa “pensão do governo pra preso” é direito de detentos que tiveram vínculo empregatício antes da prisão. “Nesse caso, conseguimos provar que a mãe é dependente dele, por isso o direito ao auxílio”, disse o advogado.

OUTRO CASO:
Em outra sentença, também desta semana, a filha de um preso conseguiu o mesmo auxílio.
Nesse caso, apesar de estar desempregado no ato da prisão, a justiça considerou entendimentos de ministros do STJ favoráveis ao caso e determinou o pagamento de auxílio ao detento.

Estão abertas as inscrições para cursos oferecidos pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) em parceria a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

REPRODUÇÃO/AGEPEN-MS

Cursos on-line para servidor prisional  estão com inscrições abertas


No total são oferecidas 1.500 vagas. As inscrições podem ser feitas até o dia 21 de agosto

17/08/2017 19:59 , ATUALIZADO EM 17/08/2017 20:20

Estão abertas as inscrições para cursos oferecidos pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) em parceria a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). São 1.500 vagas no total para os servidores do sistema prisional.
Serão ministrados quatro cursos gratuitos e inteiramente a distância: Direitos Humanos e Grupos Vulneráveis; Noções de Gerenciamento de Crises e Conflitos no Sistema Prisional; Políticas Públicas no Sistema Prisional; e Formação de Tutores.
·        inscrições devem ser feitas, aqui até as 17h do dia 21 de agosto. Os candidatos podem se inscrever em um curso. Cada tema tem carga horária de 60 horas e duração estimada de dois meses, com início previsto para 4 de setembro. Mais informações: cassp.depen@gmail.com ou (31) 3409-6160

Drone que sobrevoava penitenciária é apreendido em Uberlândia - Transportava dois celulares e carregadores e foi derrubado por agente de segurança.

Agente de segurança identificou drone sobrevoando penitenciária na madrugada desta quarta-feira (16) em Uberlândia (Foto: Ascom/Seap)
Agente de segurança identificou drone sobrevoando penitenciária na madrugada desta quarta-feira (16) em Uberlândia (Foto: Ascom/Seap)
Drone que sobrevoava penitenciária é apreendido em Uberlândia
Segundo a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), aparelho transportava dois celulares e carregadores e foi derrubado por agente de segurança.

Por G1 Triângulo Mineiro
16/08/2017 19h49  Atualizado 16/08/2017 19h49
Um drone foi abatido nesta quarta-feira (16) enquanto sobreava pavilhões da Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga, em Uberlândia. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), o aparelho carregava dois celulares e carregadores e foi interceptado por um dos agentes de segurança da unidade durante a madrugada.
Em nota no início da noite, a Seap informou que um boletim de ocorrência foi registrado e um procedimento interno foi aberto para apurar qual detento seria o destinatário dos celulares.
Ainda em nota, o secretário de Estado de Administração Prisional, Desembargador Francisco Kupidlowski, informou que deve haver reforço em ações de prevenção e repressão à entrada de objetos ilícitos nas unidades prisionais de Minas Gerais.

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Diretor do Presídio PPP sofre atentado

Diretor de presídio mineiro sofre atentado nesta quinta
Quatro homens em uma caminhonete Hilux o abordaram e atiraram diversas vezes contra o seu veículo

PUBLICADO EM 17/08/17 - 17h34
Mariana Nogueira

O diretor do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP) de Minas Gerais, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, L. C., sofreu um atentado no início da tarde desta quinta-feira (17). As informações iniciais são da Polícia Militar. Segundo a corporação, o atentado aconteceu por volta das 13:43 desta quinta-feira.
Segundo a polícia, C. estava dentro do seu carro, em local ainda não divulgado pelas autoridades, quando quatro homens em uma caminhonete Hilux o abordaram e atiraram diversas vezes contra o seu veículo. O diretor não chegou a ser atingido e conseguiu fugir do local. Ele foi até o CPPP e, de lá, acionou a polícia e solicitou viaturas no presídio.
A reportagem tentou contato com a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) informou que o diretor ainda não vai dar entrevistas sobre o caso.

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

PEC 14/ 2016 está pronta para ser votada em primeiro turno

PEC que cria polícias penitenciárias está pronta para votação em primeiro turno
   
Marcos Oliveira/Agência Senado

http://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/08/16/pec-que-cria-policias-penitenciarias-esta-pronta-para-votacao-em-primeiro-turno

Está pronta para votação em primeiro turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 14/2016, do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), que transforma a carreira dos agentes penitenciários em uma carreira policial, instituindo as polícias penais estaduais. A proposta passou nesta quarta-feira (16) pela quinta e última sessão de discussão em Plenário.

A proposta acrescenta essas polícias ao rol dos órgãos do sistema de segurança pública e determina como competência dessas novas instâncias a segurança dos estabelecimentos penais e a escolta de presos. A intenção, além de igualar os direitos de agentes penitenciários e policiais, é liberar as polícias civis e militares das atividades de guarda e escolta de presos.
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

sábado, 12 de agosto de 2017

Feliz Dia dos Pais

Resultado de imagem para homem criança no coloImagem relacionada

Movimento Lei Organica já

A imagem pode conter: 9 pessoas, multidão e texto

Situação da PEC 14/2016 - PEC que cria polícias penais

PEC que cria polícias penais passa por mais uma sessão de discussão

   
Da Redação | 10/08/2017, 13h23 - ATUALIZADO EM 11/08/2017, 20h07
O Plenário do Senado fez nesta quinta-feira (10) a terceira sessão de discussão da proposta de emenda à Constituição que transforma a carreira dos agentes penitenciários em uma carreira policial. A PEC 14/2016 institui as polícias penais estaduais, e deverá passar por mais duas sessões de discussão antes de ser votada em primeiro turno.
De autoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), a PEC acrescenta essas polícias ao rol dos órgãos do sistema de segurança pública e determina como competência dessas novas instâncias a segurança dos estabelecimentos penais e a escolta de presos. A intenção do autor, além de igualar os direitos de agentes penitenciários e policiais, é liberar as polícias civis e militares das atividades de guarda e escolta de presos.
Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Situação da PEC 308/2004 - cria as polícias penitenciárias federal e estaduais.

PEC 308/2004 Inteiro teor 
Proposta de Emenda à Constituição


Situação: Pronta para Pauta no PLENÁRIO (PLEN)

Identificação da Proposição

Apresentação
11/08/2004
Ementa
Altera os arts. 21, 32 e 144, da Constituição Federal, criando as polícias penitenciárias federal e estaduais.

Informações de Tramitação

Forma de Apreciação
Proposição Sujeita à Apreciação do Plenário
Regime de Tramitação
Especial (Art. 202 c/c 191, I, RICD)

Despacho atual:
DataDespacho
17/08/2007Deferido o REQ 1468/07, "ad referendum" do Plenário.

Última Ação Legislativa

DataAção
17/10/2007Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição nº 308-A, de 2004, do Sr. Neuton Lima, que "altera os arts. 21, 32 e 144, da Constituição Federal, criando as polícias penitenciárias federal e estaduais". ( PEC30804 ) 
Aprovado o Parecer com Complementação de Voto
06/07/2016PLENÁRIO ( PLEN ) 
Matéria não apreciada em face do encerramento da Sessão.
  • PEC-00308/2004 - Altera os arts. 21, 32 e 144, da Constituição Federal, criando as polícias penitenciárias federal e estaduais.
 - 10/08/2017Apresentação do Requerimento de Inclusão na Ordem do Dia n. 6995/2017, pelo Deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), que: "'Requer inclusão na Ordem do Dia da Proposta de Emenda à Constituição nº 308/2004, que 'Altera os artigos 21, 32 e 144, da Constituição Federal, criando as polícias penitenciárias federal e estadual.'".

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Servidores da área de segurança pública do Estado protestaram nesta quarta-feira (9) contra o sucateamento das carreiras, o parcelamento dos salários do funcionalismo e as condições precárias de trabalho da categoria

Servidores do Estado protestam por melhores condições de trabalho

Servidores do Estado protestam por melhores condições de trabalho
cerca de 500 policiais civis, militares e agentes penitenciários fizeram uma manifestação na praça Sete
ANGÉLICA DINIZ

Servidores da área de segurança pública do Estado protestaram nesta quarta-feira (9) contra o sucateamento das carreiras, o parcelamento dos salários do funcionalismo e as condições precárias de trabalho da categoria. Durante a tarde, cerca de 500 policiais civis, militares e agentes penitenciários fizeram uma manifestação na praça Sete para cobrar do governador Fernando Pimentel (PT) as promessas de campanha feitas em 2014.
O presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil (Sindpol), Denilson Martins, afirmou que o ato desta quarta foi o primeiro de vários que serão realizados neste ano. “Acabou a paciência da Polícia Civil com o governo do Estado. Nós estamos cheios de reuniões inconclusivas e de promessas que não se cumprem. Temos prazos e temos serviços que devem ser prestados à população. Portanto, não vamos aceitar o sucateamento da Polícia Civil”, disse.
Martins garantiu que todas as categorias que integram a área de segurança pública estão unidas e definindo estratégias para pressionar o governo do Estado. Uma delas, segundo o presidente do Sindpol, é a operação “Estado de Alerta”, que não foi detalhada “por questões estratégicas”. “O governo vai se surpreender quando nossas atuações entrarem em prática. Não vamos publicizar por questões estratégicas, mas vamos colocá-las em prática e o governo vai entender”, ameaçou.
Ainda nesta quarta, em assembleia convocada pela categoria, o Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária (Sindasp) aprovou a “Operação Legalidade”, que terá início em 9 de setembro, quando os agentes deixarão de cumprir atividades que não estejam dentro do Regulamento e Normas de Procedimento do Sistema Prisional de Minas Gerais (Renp). A entidade afirmou que, além da falta de munição e coletes de proteção, não há viaturas para fazer escolta de presos. Houve casos, segundo o Sindasp, de detentos serem escoltados por ambulâncias.
Também nesta quarta, pela manhã, o Sindicato dos Auxiliares, Assistentes e Analistas do Sistema Prisional e Socioeducativo de Minas (Sindasep) levou diversas caravanas do interior para protestar na Cidade Administrativa, sede do governo de Minas. O grupo reivindicou valorização das carreiras técnicas e administrativas dos sistemas.
Ameaça de paralisação
Presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o deputado estadual Sargento Rodrigues (PDT) anunciou que na próxima segunda-feira (14) haverá uma reunião com lideranças de diversas entidades para traçar estratégias para uma grande mobilização dos servidores da segurança pública.
“Nós temos dois pontos a serem tratados nesta reunião, que vai desencadear em grandes mobilizações até 1º de outubro. Vamos cobrar do governador Fernando Pimentel o pagamento dos salários no quinto dia útil dos servidores da segurança pública e a revisão geral anual para, ao menos, cobrir a inflação que os servidores perderam desde 2015”, afirmou o deputado.
Sargento Rodrigues disse ainda que a data da mobilização da segurança pública será marcada na reunião do dia 14 e que há possibilidade de uma paralisação geral em Minas. “Vamos preparar essa grande mobilização para cobrar do governo aquilo que ele tem obrigação de cumprir. Se não formos para a rua, o governo vai continua calado, de braços cruzados”, concluiu o parlamentar.
Outro lado
Em reunião realizada na tarde desta quarta com as entidades sindicais representativas dos servidores do sistema prisional, o governo de Minas reiterou que continua mantendo o acordo firmado com as entidades sindicais no ano passado, mesmo limitado às vedações impostas pela Lei de Responsabilidade Fiscal.
Segundo nota enviada pelo governo, apenas em 2017 o Estado já nomeou, no sistema, 7.104 agentes prisionais e socioeducativos. Até novembro deste ano, serão chamados 871 analistas e assistentes. Desse total, 200 já foram nomeados e novas nomeações serão publicadas no Diário Oficial do Estado até o final desta semana.
“O governo agendou a próxima reunião com os dirigentes sindicais para setembro e um segundo encontro para a primeira quinzena de outubro, após a publicação do relatório fiscal do segundo quadrimestre de 2017 pelo Estado com os dados da situação financeira do Estado. Dependendo desse balanço, o governo poderá elaborar uma proposta para a categoria dos servidores do sistema prisional. Além disso, um grupo de trabalho formado por representantes do governo de Minas e dos sindicatos está analisando a reestruturação das carreiras dos agentes prisionais e socioeducativos”, diz a nota.

SERVIDORES ADMINISTRATIVOS DOS SISTEMAS PRISIONAL E SOCIOEDUCATIVO FAZEM GRANDE MANIFESTAÇÃO NA SEDE DO GOVERNO DE MINAS

A Mobilização contou com apoio do Sindasep,
 do Sindipúblicos e da Fesempre. Cerca de
 500 pessoas participaram do ato.
Bruno Menezes
Da FESEMPRE, em Belo Horizonte - MG.
http://fesempre.org.br/00,INT-NOTICIA39071990,00.html

09/08/2017 • 19h52

Informações complementares:

Município: Belo Horizonte - MG

Analistas e técnicos dos Sistemas Prisional e Socioeducativo realizaram na manhã desta quarta-feira (09/08), uma grande manifestação pela valorização salarial das categorias, na Cidade Administrativa, Sede do Governo do Estado. O movimento contou com a organização e presença do presidente do Sindicato dos Auxiliares, Assistentes e Analistas do Sistema Prisional e Socioeducativo do Estado de Minas Gerais (Sindasep), José Lino Esteves e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Públicos do Estado de Minas Gerais (Sindpúblicos), Geraldo Henrique. Ambos são também diretores da Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais (Fesempre).


A concentração começou por volta das 8h, próximo à saída do túnel principal que dá acesso à Cidade Administrativa. A entrada foi bloqueada pelos servidores e a Polícia Militar teve que fechar o acesso de carros na entrada do túnel. Dessa forma, ele teve de ser feito por outras entradas. Segundo os Sindicatos, cerca de 500 pessoas participaram do movimento. A maioria veio em caravanas de diversas partes do Estado. Eles percorreram, em passeata, por diversos pontos da Sede do Governo. Em certo momento, se concentraram em frente ao Auditório Juscelino Kubitscheck, onde o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT-MG), participava de um evento interno.


“O grande volume de pessoas aqui hoje, mostra a insatisfação dos servidores. Fizemos um acordo salarial com o Governo em 2015 e até hoje ele não foi cumprido. O nosso objetivo principal é conseguir uma reunião com o Governo e que ele sinalize a construção de um cronograma para cumprimento do acordo”, explica o presidente do Sindasep e diretor da Fesempre, José Lino Esteves.


Após quase três horas de manifestação, com faixas, cartazes, apitos e gritos de ordem, o Governo de Minas aceitou se reunir com os sindicatos e representantes das categorias para debater as reivindicações. Em nome do Governo, participaram da reunião o assessor chefe de relações sindicais, Carlos Calazans e o diretor de recrutamento e seleção, Ronildo André da Silva.


Durante a reunião houve debates sobre o cumprimento do acordo salarial firmado. Calazans explicou a dificuldade financeira do Governo do Estado e sinalizou que, a médio prazo, não poderia ser concedido nenhum tipo de reajuste a qualquer categoria.
“Forçamos para que houvesse, ao menos, o início dos trabalhos para construção do Projeto de Lei. Os servidores estão impacientes e cobrando valorização. O acordo previa a construção de um grupo de trabalho para isso que até hoje não foi montado”, explica o presidente do Sindasep e diretor da Fesempre, José Lino Esteves.


Para que o acordo salarial seja cumprido, o Governo deve construir, em conjunto com as categorias, um projeto de lei que regulamenta a revisão dos vencimentos dos servidores e enviá-lo para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para votação. Para a construção do Projeto de Lei, o Governo pediu tempo às categorias, até que o relatório fiscal que será lançado no dia 30 de setembro seja emitido. Esse relatório, traz o Raio X financeiro do Estado.


Apesar de achar a data muito distante, os dirigentes e os servidores presentes concordaram com a proposta do governo. Assim, uma nova reunião para falar exclusivamente do acordo foi marcada pra setembro e outra reunião, dessa vez de posse dos dados financeiros do Estado, será realizada em outubro.

“Tivemos uma manifestação muito bonita hoje, com muitos servidores. Vamos aguardar agora o avanço das reuniões. Se não conseguirmos que o acordo seja cumprido, voltaremos a nos mobilizar aqui e com mais servidores, afinal a categoria está bastante insatisfeita”, pontuou José Lino Esteves.


Federação Interestadual dos Servidores Públicos Municipais e Estaduais
Assessoria de Comunicação - (31) 3274-2427
Email: jornalismo@fesempre.org.br
Curta nossa fan page: facebook.com/fesempreoficial 

AGENTES PENITENCIÁRIOS DEFLAGRAM OPERAÇÃO LEGALIDADE A PARTIR DO DIA 9 DE SETEMBRO


9 Ago22:172017Por SINDASPImprimir








Em resposta ao descaso do Governo para com o Sistema Prisional, os Agentes de Segurança Penitenciária deflagram um movimento reivindicatório que se iniciará no dia 9 de setembro. Em Assembleia Geral Extraordinária convocada pelo SINDASP-MG, os Agentes decidiram adotar um movimento denominado OPERAÇÃO LEGALIDADE, no qual todos os agentes penitenciários somente executarão suas atividades dentro do Regulamento e Normas de Procedimento do Sistema Prisional de Minas Gerais (ReNP) e legislações complementares.
Reivindicações
Após se passar mais de um ano desde a última greve da categoria, que foi embargada pelo TJMG, nenhuma das pautas foram cumpridas até hoje. Os Agentes Penitenciários possuem uma série de reivindicações antigas, de suma importância para carreira, como é o caso a Lei Orgânica, cujo projeto, mesmo já levado pronto pelo SINDASP-MG, estava em discussão na SEAP desde o início desta gestão e ficou meses engavetado.

Recentemente, a Secretaria encaminhou o projeto à SEPLAG, mas, para a surpresa de todos que passaram anos trabalhando e discutindo o texto, o conteúdo encaminhado foi totalmente alterado pela SEAP e passa a não condizer com a real necessidade da categoria.
Além desta, outra questão de suma relevância é a Carga Horária de trabalho dos Agentes, que hoje é totalmente desumana e chega a exceder 190 horas mensais em alguns casos. O Governo então, se comprometeu a reajustar a carga horária, de forma que não ultrapasse as 40 horas semanais através da geração de folgas, e a regulamentação da modalidade 24x72. A SEAP já elaborou uma minuta da Resolução para que estas questões sejam regulamentadas e aplicadas, porém, está tramitando na SEPLAG sem perspectivas de aprovação e publicação do texto.
Estas são apenas algumas das inúmeras reivindicações da categoria. Os Agentes estão cansados de tantas promessas do Governo, estão cansados deste ambiente desumano, insalubre e sem as mínimas condições de trabalho, estão cansados de carregar um sistema prisional superlotado, sem as mínimas condições de encarceramento, “nas costas”, sem nenhum respaldo do Governo, estão cansados de serem alvos da criminalidade, de arriscarem suas vidas todos os dias para garantir a segurança da sociedade e o funcionamento de um Sistema falido e esquecido, muitas vezes sem nenhuma garantia de segurança, sem uma arma acautelada, sem um Equipamento de Proteção Individual sequer.
Operação Legalidade
Apesar de ser um conjunto de normas legais, que deveriam ser rigorosamente fiscalizadas e cumpridas pela categoria, o atual cenário do Sistema Prisional mineiro não oferece condições para a aplicação do ReNP e das legislações complementares. Sendo assim, os Agentes Penitenciários passarão a exercer apenas as atividades que estiverem em conformidade com o Regulamento, ou seja, não serão aceitas ordens para missões se os equipamentos não estiverem em dia, não serão assumidos os postos de muralhas se não houver rendimento, não serão realizadas escoltas com veículos em desconformidade com o CTB, dentre outras irregularidades que hoje são “ignoradas” pelas Diretorias das unidades por não haver condições de trabalho.

O SINDASP-MG irá disponibilizar uma cartilha aos Agentes sobre como deverão proceder a partir do dia 9 de setembro.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Agente penitenciário de Uberaba acaba de ser baleado

Mas uma tentativa de Homicídio contra um agente penitenciário em Uberaba.

http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/noticia/agente-penitenciario-e-baleado-no-bairro-beija-flor-em-uberaba.ghtml
Um agente penitenciário, de 40 anos, foi baleado na cabeça no Bairro Beija-Flor II, em Uberaba, na noite desta terça-feira (8). Ele homem foi encaminhado ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo (HC-UFTM), onde está internado. Ninguém foi preso até o momento.
Segundo a Polícia Militar (PM), o agente estava de carro deixando a filha na casa da ex-mulher dele, quando foi surpreendido por um indivíduo que exibiu uma arma de fogo e mandou que ele saísse do veículo. Na sequência, o criminoso fez um disparo e saiu correndo pela rua. Uma testemunha relatou que, após ouvir o tiro, viu um veículo saindo em marcha à ré e fugindo pela Rua Laerte Rezende Júnior sentido a Avenida Juca Pato.
Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi até o local e socorreu o agente até o HC-UFTM, onde o médico constatou que o projétil ficou alojado na cabeça da vítima. Por telefone, a assessoria do hospital informou ao G1,na manhã desta quarta-feira (9), que o estado de saúde da vítima é estável.
O perito da Polícia Civil compareceu ao local do crime e, durante os trabalhos de praxe, recolheu uma pistola carregada com 18 cartuchos intactos, pertencente ao agente penitenciário. A arma foi entregue na Penitenciária Professor Aluízio Ignácio de Oliveira, onde o agente trabalha. A PM informou que continua realizando rastreamentos para encontrar os suspeitos.

Grande mobilização da Segurança pública de Minas Gerais

ATENÇÃO :convocação para todos AGENTES DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS

ATENÇÃO!

4 Ago17:492017Por SINDASPImprimir
SINDICATO DOS AGENTES DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIA DO ESTADO DE MINAS GERAIS – SINDASP/MG, pessoa jurídica de direito privado, inscrito no Cadastro Nacional das Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda sob o número 06.992.706/0001-63, com sede na Rua Além Paraíba, n.° 546, no bairro Lagoinha em Belo Horizonte/MG – CEP.:31210-120, neste ato representado por seu Presidente ADEILTON DE SOUZA ROCHA, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os integrantes da categoria profissional vinculados a esta entidade sindical,  para participarem da Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada no dia 09 de agosto de 2017, no “CLUBE CÊRA” situado na Rua Dos Construtores, n.° 136, no bairro Alípio de Melo em Belo Horizonte/MG, em primeira chamada às 10:00 horas e, não havendo quórum, às 10:30 horas  em segunda e última convocação com qualquer numero de presentes.
Ouça a convocação do Presidente Adeilton::

domingo, 6 de agosto de 2017

CRESS-MG e representantes do Sistema Prisional debatem condições de trabalho na área

CRESS-MG e representantes do Sistema Prisional debatem condições de trabalho na área
http://cress-mg.org.br/Conteudo/f4385a11-6c51-4c97-8b7c-d6417ecfd76a/CRESS-MG-e-representantes-do-Sistema-Prisional-debatem-condi%C3%A7%C3%B5es-de-trabalho-na-%C3%A1rea